fbpx

Conheça agora a profissão de cuidador de idosos

Há aproximadamente 40 anos o Brasil era considerado uma nação jovem. Só que esta nação jovem está envelhecendo e, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), nossa população de idosos deve triplicar até 2050.

Diante desse panorama, a profissão de cuidador de idosos tende a crescer muito nos próximos anos. Mas se engana quem pensa que basta dar comida e os remédios na hora certa. Essa profissão exige muito mais do profissional. É preciso criar um elo afetivo entre cuidador e pessoa cuidada e não apenas cumprir algumas tarefas.

De tempos em tempos vemos no noticiário relatos de supostos cuidadores que maltratam os idosos e, por isso, pode não ser uma boa ideia contratar alguém que não esteja qualificado para exercer tal função.

Por esse motivo, conheça a seguir o que se espera desse profissional, seu perfil e suas oportunidades de emprego!

O que é a profissão de cuidador de idosos?

Essa profissão existe há muitos anos, mas só foi regularizada recentemente. Devido às mudanças que vêm ocorrendo, como a necessidade das mulheres trabalharem fora para ajudar na renda familiar, a rotina das famílias está cada vez mais corrida e fica difícil conseguir o tempo necessário para cuidar dos idosos.

Enquanto algumas pessoas chegam a uma idade avançada com saúde, disposição e bom humor, outras acabam sofrendo muito com doenças ou limitações que vêm com a idade. É nessa hora que a presença de um cuidador de idosos é necessária.

Essa atividade requer preparo, estudo e algum conhecimento na área de gerontologia, que é o estudo dos fenômenos relacionados ao envelhecimento do ser humano. Além do curso de cuidador de idosos, o profissional pode procurar fazer outros cursos como Nutrição, Primeiros Socorros ou um curso técnico em Enfermagem.

Fazer cursos extras poderá incrementar seu currículo e ainda, ajudá-lo a conseguir um emprego melhor e a conseguir um salário mais alto.

Pesquisar, participar de cursos ou palestras para conhecer mais sobre alguma doença que o seu cliente tenha — e assim poder entender o que ele passa, sente ou sofre e qual a melhor maneira de ajudá-lo — demonstrará a preocupação que você tem com ele. Um profissional bem qualificado deixará não só a família, mas também o idoso mais seguro.

O cuidador de idosos pode ser contratado para trabalhar em uma residência para cuidar de uma pessoa específica ou pode trabalhar em instituições especializadas para ser o responsável por várias pessoas de uma vez. Qualquer que seja o caso, um contrato de trabalho garantirá seus direitos de trabalhador.

Quais as funções desse profissional?

A função principal é fazer companhia e auxiliar uma pessoa idosa no que for necessário para que ela tenha uma melhor qualidade de vida.

Essas funções poderão variar de acordo com o estado de saúde física e psicológica da pessoa a ser cuidada e devem ser bem definidas entre família e cuidador no ato da contratação dos serviços. Veremos mais detalhadamente algumas dessas funções.

Cuidar da higiene

O profissional será responsável por auxiliar o idoso na hora banho, de fazer suas necessidades fisiológicas e, se necessário, trocar fraldas, cortar as unhas, hidratar a pele e qualquer outro cuidado que se faça necessário para o bem-estar da pessoa cuidada.

Cuidar da alimentação

Ele será o responsável pela elaboração de um cardápio saudável para o idoso, bem como pela verificação da despensa, da validade e da qualidade dos alimentos. Em alguns casos, poderá ser responsável também pela compra dos alimentos necessários.

Proporcionar atividades de lazer

Atividades simples de entretenimento como conversar, caminhar, levar o idoso para passear e tomar sol ou fazer atividades de artesanato fazem parte das responsabilidades do cuidador. Pode ainda ler histórias, jornais ou revistas — tudo dependerá da condição e do gosto da pessoa que é cuidada.

Acompanhar em saídas

Essas saídas podem ser de lazer — como acompanhar o idoso em grupos da terceira idade, cinema ou teatro onde o cuidador zela pelo seu desenvolvimento social — ou idas ao médico. Se este for o caso, o profissional deverá relatar à família tudo o que foi dito ou prescrito.

Administrar medicamentos

Uma das principais responsabilidades do cuidador de idosos é cuidar para que os remédios sejam dados na dosagem e na hora correta. Ele também deve ficar atento a possíveis reações que o idoso possa ter — principalmente quando uma nova medicação for introduzida.

Adequar o ambiente

O profissional deve ter a permissão da família para adequar o ambiente da casa às necessidades do idoso e mudar móveis de lugar ou retirar tapetes ou objetos que possam colocar a segurança dele em risco.

Qual o perfil necessário para essa profissão?

Não basta apenas gostar de cuidar de pessoas. Essa profissão pode ser muito gratificante, mas também exige muito do profissional, porque ele certamente encontrará muitos desafios. Um deles é que estará lidando com pessoas que podem ter hábitos e costumes diferentes dos seus e ele não poderá interferir neles.

Ser paciente

Talvez este seja o requisito mais importante nesta profissão. O profissional deve entender as limitações do idoso e aceitar que tem que acompanhar o seu ritmo. Seja no banho, na alimentação ou na caminhada, quem está sendo cuidado é a figura principal e é ele quem deve ditar a velocidade em que as coisas acontecerão.

Saber ouvir

Muitas vezes o idoso é muito carente de afeto e cabe ao cuidador fazer o papel de ouvinte e dar toda atenção ao que ele tem a dizer. Aqui, a paciência aparece de novo, já que provavelmente as histórias serão repetidas várias vezes.

Estar sempre atento

O profissional deve prestar atenção às mudanças físicas, emocionais ou comportamentais que o idoso possa apresentar e relatá-las à família e ao médico ou profissional de saúde responsável. Jamais deve ser omisso!

Ser responsável

A responsabilidade é imprescindível para o cuidador, uma vez que suas atitudes influenciarão a vida de uma outra pessoa. Contar à família como foi o dia do idoso e, após o dia de folga, procurar saber como foi o dia dele são atitudes que demonstrarão comprometimento e responsabilidade.

Ser discreto

O cuidador não deve comentar situações que possa ter presenciado em seu local de trabalho. Também deve evitar se envolver nos problemas particulares da família. Ele não faz parte dela e, por mais que não concorde com algo, deve respeitar os seus hábitos e cultura.

Por fim, seja para trabalhar em clínicas ou em residências, se você realmente acredita que tem o perfil necessário para essa profissão uma boa qualificação ajudará muito na sua empreitada!

Como você pode perceber, quem exerce a profissão de cuidador de idosos precisa ser responsável por proporcionar uma melhor qualidade de vida ao idoso e cuidar de seus aspectos físicos e emocionais.

Ficou animado com as informações desse post? Então comece seu curso de qualificação agora mesmo! Nós teremos um imenso prazer em te ajudar na sua formação!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Conhecer Escola Técnica

Há mais de 20 anos formando pessoas para o mercado de trabalho

Somos uma escola técnica referência em formação profissional na área de saúde, formando cidadãos para a vida, profissionalizando-os e promovendo o conhecimento com responsabilidade social.

Últimas postagens

Conheça nossos cursos

Curta nossa página no Facebook

gostaria de saber o valor do curso?

Deixe eu e-mail e telefone que enviaremos todas as informações

FAÇA SUA inscrição 100% ONLINE

Skip to content