fbpx

Entenda o papel da inteligência emocional em sua carreira

Já ouviu falar sobre a inteligência emocional e a capacidade em reconhecer seus sentimentos e os das pessoas que convivem com você? Se está em busca de capacitação e posicionamento no mercado de trabalho, saiba que as empresas não valorizam apenas um bom currículo.

Conquistar o lugar ao sol também depende muito das habilidades em manter um bom relacionamento e do controle psicológico. Hoje você vai descobrir os benefícios da inteligência emocional para a carreira.

Acompanhe aqui como a sua vida profissional pode mudar para melhor. Boa leitura!

A inteligência emocional na carreira

A inteligência emocional trata do autoconhecimento e da empatia: conhecer as próprias emoções e saber lidar com o sentimento do próximo. Quando falamos sobre a nossa vida profissional, parece meio óbvio que as pessoas que desejam chegar ao topo saibam se relacionar com os colegas, fornecedores, clientes e parceiros de trabalho.

Infelizmente, nem todos conseguem dominar o que sentem e acabam falhando no equilíbrio do corpo e da mente. E aí que entra a inteligência emocional, já que a capacidade de não deixar se abalar pelas emoções afeta positivamente a solução de problemas, a tomada de decisões e o trabalho em equipe.

As vantagens de ser emocionalmente inteligente na vida profissional

Para que você entenda um pouco melhor os benefícios da inteligência emocional para a carreira, listamos algumas vantagens de ser um profissional emocionalmente inteligente. Confira abaixo!

Você aprende a dominar as emoções na tomada de decisões

Saber como dominar as próprias emoções na vida profissional é muito importante, tanto para quem está iniciando a carreira quanto para aqueles que já trabalham. Imagine que você está em busca de capacitação profissional e precisa decidir sobre algumas possibilidades de formação que se encaixam na sua personalidade e com os seus objetivos.

Além da variedade de cursos, a demanda de instituições que oferecem o que você precisa é muito alta. A escolha deve ser muito consciente, afinal, fazer uma graduação ou curso técnico é um investimento para a vida. Nesse sentido, a inteligência emocional é fundamental para o processo de tomada de decisão, e quando estamos seguros e confiantes a chance de fazer a escolha errada diminui consideravelmente.

Você se relaciona melhor com os colegas e aprende a trabalhar em equipe

É praticamente impossível trabalhar sem ter que se relacionar com outras pessoas. A dificuldade em lidar com o ser humano é uma reclamação frequente das pessoas ativas no mercado de trabalho, e manter um relacionamento saudável entre a equipe é um desafio para muitos gestores.

Profissionais que conseguem conviver saudavelmente e que realizam um bom trabalho em equipe certamente estão um passo a frente dos seus concorrentes.

Você melhora suas habilidades de comunicação

Quem busca ocupar cargos de liderança no trabalho precisa saber se comunicar. Reconhecer o perfil de cada membro da equipe, seus pontos fortes e suas fraquezas são pontos imprescindíveis para estabelecer uma comunicação eficiente e passar a mensagem de maneira correta.

O autoconhecimento, diretamente ligado à inteligência emocional, promove ferramentas para driblar as dificuldades de falar em público, permitindo que você desenvolva mecanismos para conter o nervosismo e apostar em suas qualidades.

Por exemplo: se você reconhece que o humor é uma grande qualidade, consegue usar esse artifício para que as reuniões fiquem mais leves e para que sua fala prenda a atenção dos ouvintes. Além disso, compreender o sentimento das outras pessoas é fundamental para escolher as frases adequadas ao dar notícias não muito boas aos seus clientes/colaboradores e ajuda a lidar com a reação desses indivíduos.

Você acaba se tornando mais flexível e persuasivo

Você pôde perceber, ao longo deste artigo, que a empatia é uma das maiores qualidades dos indivíduos emocionalmente inteligentes. Saber o que o outro está sentindo é determinante para que pessoas que executam trabalhos envolvendo processos de negociação (vendas de produtos, benefícios ou prestação de serviços) tenham sucesso nessa empreitada.

Nesse caso, a vantagem da inteligência emocional é uma via de mão dupla. Por um lado, você sabe até que ponto ir e do que pode abrir mão. De outro, se torna uma pessoa mais intuitiva, consegue ler nas estrelinhas com facilidade e desvenda a real necessidade de quem está negociando com você.

Isso permite oferecer mais do que a pessoa espera, que além de sentir que é compreendida, percebe que encontrou a solução para o seu problema. A consequência positiva é abrir uma vantagem competitiva e melhorar a sua imagem.

Você aceita melhor as críticas e cresce com elas

Saber lidar com as críticas é fundamental para o crescimento pessoal e profissional. Muitas pessoas acabam levando para o pessoal e perdem uma oportunidade valiosa de se tornarem melhores no que fazem.

A capacidade de reconhecer as próprias emoções,  gerenciar os sentimentos e conduzir adequadamente o que é sentido em cada etapa da realização de uma tarefa também revela o caminho contrário: conhecer suas falhas. Quando a crítica chega, você consegue filtrá-la e usá-la como direcionamento para problemas que já tinha detectado, além de receber bons conselhos para lidar com situações difíceis.

Os livros que podem potencializar essa habilidade

É impossível falar sobre a inteligência emocional sem citar as obras de Daniel Goleman, o pai do conceito moderno dessa habilidade. “Inteligência emocional” é a principal publicação do autor, que conceitua esse princípio e ajuda o leitor a fazer uma reflexão sobre essa capacidade.

Para potencializar o equilíbrio entre o corpo e a mente e poder aproveitar das vantagens citadas no tópico acima, recomendamos também a leitura das seguintes publicações:

  • “Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes” de Stephen R. Covey, relaciona a inteligência emocional a temas como a liderança, dignidade humana, justiça social, felicidade e o bem-estar;
  • “Educar com Inteligência Emocional” de Maurice J. Tobias, Steven E. e Friedl Elias, aborda a inteligência emocional no âmbito da educação e na convivência com crianças;
  • “Inteligência Emocional 2.0″ de Travis Bradberry e Jean Greaves, ensina a aplicar a inteligência emocional com o objetivo de melhorar a qualidade de vida.

Como você pôde perceber, a inteligência emocional é uma das habilidades mais importantes que uma pessoa deve desenvolver se deseja ter uma carreira sólida e de sucesso. Além disso, é capaz de trazer profundas melhorias para a vida pessoal.

Se você gostou do nosso artigo, ficou com alguma dúvida ou aprendeu uma importante lição, deixe o seu comentário! A sua opinião é muito importante para que possamos continuar oferecendo conteúdos de qualidade. Até breve!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Conhecer Escola Técnica

Há mais de 20 anos formando pessoas para o mercado de trabalho

Somos uma escola técnica referência em formação profissional na área de saúde, formando cidadãos para a vida, profissionalizando-os e promovendo o conhecimento com responsabilidade social.

Últimas postagens

Conheça nossos cursos

Curta nossa página no Facebook

gostaria de saber o valor do curso?

Deixe eu e-mail e telefone que enviaremos todas as informações

FAÇA SUA inscrição 100% ONLINE

Skip to content