fbpx

Vocação profissional: como descobrir a minha?

Começar sua qualificação profissional sabendo a área em que deseja atuar — ou pelo menos entendendo suas afinidades — é muito proveitoso para agregar um conhecimento que, futuramente, será realmente cobrado, reconhecido e visto como diferencial.

Exercer uma profissão compatível com sua personalidade e seus gostos é essencial para manter o interesse, crescer na área e se desenvolver cada vez mais. Isso ocorrerá quase de forma natural.

Portanto, entender sua vocação profissional é um passo para o sucesso. Por meio dela, você poderá direcionar seus estudos, se recolocar no mercado e investir em novos aprendizados e atualizações.

Quer ver 6 dicas que vão ajudá-lo a descobrir sua vocação profissional? Continue lendo este artigo e encontre-se!

1. Faça testes de autoconhecimento

O primeiro passo para encontrar a vocação profissional é conhecer você mesmo. Afinal, optar por profissões que não valorizem o trabalhador, não sejam compatíveis com o seu perfil ou não despertem a vontade de aprender e atuar na área causa sérios problemas de curto e longo prazo, como:

  • desmotivação, impedindo que o profissional consiga bons rendimentos;
  • desinteresse de continuar se qualificando e atualizando;
  • falta de foco, pois o trabalho não desperta as qualidades do profissional;
  • baixa estabilidade nas empresas e, assim, pouco foco no desenvolvimento de um plano de carreira.

Para evitar essas dificuldades, o ideal é separar momentos diários para imersão em si mesmo e entender pontos como: gostos pessoais, assuntos de maior afinidade, sonhos, objetivos, momento de vida e perspectivas.

Testes de autoconhecimento podem funcionar como facilitadores para o entendimento pessoal. Para isso, há desde exemplos online até documentos preparados por psicólogos, muito mais detalhados e específicos, ideais para uma análise completa de perfil.

Porém, se for optar pelos documentos de livre acesso, tenha cuidado com a qualidade das perguntas e não se prenda aos resultados! O importante é fazer uma avaliação pessoal e refletir sobre as informações obtidas para encontrar, pouco a pouco, suas principais características.

2. Informe-se sobre áreas relacionadas

Depois que você entendeu seus pontos fortes, suas fraquezas e seus gostos pessoais e direcionou (mesmo que um pouco) seus objetivos, é hora de pesquisar sobre áreas que aproveitem e precisem dessas características.

Se você se considera uma pessoa mais centrada e metódica, que se dá bem com números e desafios no papel, por exemplo, busque por opções na área de exatas, como programação, física, engenharia etc. Se gosta de lidar com pessoas e tem interesse pela saúde, leia um pouco mais sobre medicina ou enfermagem.

O ideal é se informar o máximo possível sobre as possibilidades das áreas de conhecimento. Entenda a abrangência de cada uma delas e liste as principais escolhas de acordo com seu perfil, sua motivação e seus sonhos.

3. Pesquise as possíveis profissões

Se você já tem uma base de autoconhecimento, entendeu as diferenças entre grandes áreas de estudo e listou exemplos de profissões, pode começar uma análise mais meticulosa, desmembrando as oportunidades de cada carreira.

É importante que os estereótipos não sejam considerados nesse momento. Afinal, é comum pensarmos no curso de Letras e o direcionarmos apenas para a docência, ou no curso de Enfermagem e o relacionarmos estritamente à atuação hospitalar.

A verdade é que existem muito mais possibilidades de exercer seu aprendizado, mas, sem essa informação, torna-se difícil quebrar as imagens prévias. Para tanto, vale pesquisar na internet, tentar contato com as instituições que oferecem tal qualificação e ler sobre os profissionais de cada área.

Essa procura pode ser abrangente, envolvendo cursos de atualização, profissionalizantes, técnicos e superiores. Uma dica é conversar com pessoas do seu círculo de contatos ou mesmo em grupos de redes sociais sobre possíveis escolhas. É interessante ouvir pontos de vista de quem já possui alguma experiência.

4. Realize testes vocacionais

Uma alternativa eficiente é o teste vocacional, preparado por psicólogos e aplicado para analisar seu perfil e indicar áreas compatíveis com você. Tais testes são compostos de perguntas dos mais diversos tipos, cuja análise das respostas pode contribuir com suas escolhas.

Para este item, vale reforçar a questão principal ao procurar entender sua vocação profissional: nenhum resultado é categórico. O importante é usá-lo como base para direcionar suas pesquisas e entender suas possibilidades.

Além disso, uma conversa com o profissional sobre objetivos, sonhos ou momentos de vida pode ajudá-lo a ter uma visão externa e uma opinião imparcial.

5. Conheça na prática

Se você tiver a oportunidade de visitar instituições que oferecem qualificação para seu top 5 de profissões escolhidas, invista nessa ideia e não se prenda!

Ler sobre as áreas pode indicar as principais atuações e possibilidades, mas a prática é totalmente diferente da teoria. Assim, vale a pena entender a real atuação e comparar com as informações anteriormente estabelecidas.

Essa “vivência” pode contribuir tanto para reforçar a vontade de trabalhar em tal setor quanto para quebrar imagens idealizadas. Afinal, muitos profissionais se preparam para um tipo de serviço e, quando inseridos em alguma empresa ou cargo, se deparam com desafios e atividades diversas.

6. Considere o mercado de trabalho

Por fim, depois de muita pesquisa, avaliações e questionamentos, é necessário dar uma olhada na empregabilidade e nas ofertas do mercado de trabalho. Trabalhar em uma empresa que o reconheça como profissional e, ao mesmo tempo, ofereça oportunidades de acordo com suas afinidades é um combo incrível, que traz muitos benefícios, como:

  • motivação para o crescimento profissional;
  • equilíbrio entre rentabilidade e reconhecimento;
  • satisfação dentro do trabalho, permitindo uma atuação de qualidade;
  • compatibilidade com os valores e a missão da empresa, contribuindo para o crescimento e a melhoria dos trabalhos internos.

Vale lembrar que existem áreas de maior e menor oferta de vagas, com porcentagens que variam de acordo com épocas do ano, momento mundial ou condições econômicas do país. Há períodos de grandes oportunidades, mas também aqueles em que as recolocações e o crescimento são mais difíceis. Portanto, esteja preparado para eles.

Encontrar a vocação profissional é um passo para a satisfação dentro do emprego, o crescimento profissional e a elaboração de um bom plano de carreira. Além disso, trabalhar com o que gosta é um adicional para se sentir bem consigo mesmo, melhorando a qualidade de vida e mantendo a estabilidade emocional.

Separe um tempo para entender sua vocação profissional e junte o útil ao agradável! Gostou de nossas dicas? Vai aplicá-las? Assine nossa newsletter e receba todos os nossos conteúdos em primeira mão!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Conhecer Escola Técnica

Há mais de 20 anos formando pessoas para o mercado de trabalho

Somos uma escola técnica referência em formação profissional na área de saúde, formando cidadãos para a vida, profissionalizando-os e promovendo o conhecimento com responsabilidade social.

Últimas postagens

Conheça nossos cursos

Curta nossa página no Facebook

gostaria de saber o valor do curso?

Deixe eu e-mail e telefone que enviaremos todas as informações

FAÇA SUA inscrição 100% ONLINE

Skip to content